Visita ao Museu da Seleção Brasileira na CBF

 

Em clima de Copa do Mundo, nada melhor do que um passeio cultural para conhecer a história da seleção brasileira. Nossos alunos, fãs de futebol, visitaram no último dia 19/06/18 o Museu da CBF, localizado na Barra da Tijuca, e viram relíquias como uniformes, troféus e fotografias. As 5 taças conquistadas por nosso time também foram muito apreciadas, com os corações cheios de esperança na vitória este ano e no Hexa! Veja as imagens.

 

Passeio Geral do Primeiro Semestre de 2018

 

O Climatempo errou e, mais uma vez, nossa diretora Vivien Santa Maria acertou na previsão do tempo! O passeio ao Sítio Gavião, realizado no último dia 15 de junho, foi um sucesso e o dia muito bem aproveitado. Tivemos muita diversão, brincadeiras, esportes e interação entre professores e alunos. Confira algumas fotos do evento.

Dia da Língua Portuguesa

 

No último dia 10 de junho, comemoramos o Dia da Língua Portuguesa com diversas atividades relacionadas ao nosso idioma. Entre elas, os alunos prepararam os Classificados Poéticos, com diversas poesias escritas por eles e apresentadas para o resto da turma, além de trabalharem com o dicionário e brincadeiras lúdicas, usando blocos de letras.

diadalinguaportuguesa.jpg

Semana do Meio Ambiente 2018

 

No dia 05/06/18 é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Na semana de 04 a 08 de junho, a Escola Pólen preparou uma série de atividades para educar e conscientizar os alunos e suas famílias sobre a importância da preservação. 

 

Uma das várias ações em prol da sustentabilidade foi a substituição de copos descartáveis por canequinhas individuais, que serão reutilizadas ao invés de jogadas fora. Copos descartáveis nunca mais! Foi lançada também a campanha "Desafio das Sacolas Reutilizáveis", na qual os alunos que levassem para o colégio o maior número de sacos plásticos de supermercados para serem reciclados, ganhavam uma linda sacola de pano da escola, feita de material biodegradável, que pode ser reutilizada diversas vezes. Vale lembrar que estes sacos levam de 100 a 400 anos para se decompor na natureza. 

 

Outro ponto alto da Semana do Meio Ambiente na Escola Pólen foi a palestra da geóloga e geógrafa Silma Cardoso, Diretora da Fundação Parques e Jardins, da Prefeitura do Rio de Janeiro. A apresentação foi um verdadeiro sucesso entre as crianças! Ela falou sobre a importância do cuidado com a natureza, mostrou fotos e amostras de vegetação e ambientes degradados e preservados e fez várias brincadeiras, entre elas uma experiência com água em uma bacia, adicionando elementos que se decompõem ou não. Quando a criança aprende na prática, nunca mais esquece. 

 

Para fechar com chave de ouro a semana, a escola promoveu a abertura da exposição dos principais trabalhos realizados pelos recantos dos Operatórios. As crianças do Intuitivo I fizeram brinquedos no horário estendido, como pimbolim e jogo da velha. 

 

A camapanha de arrecadação de sacos plásticos continua e o colégio vai anunciar, em breve, o tipo de reciclagem que será feito. Aguarde!

40 anos da Escola Pólen

 

Era década de 70. Nos bancos da Faculdade de Psicologia da UFRJ, quatro alunas cursavam a cadeira Psicologia do Desenvolvimento, na qual a professora Marion Merlone Penna falava brilhantemente sobre Jean Piaget. Surgiu então uma imensa afinidade com o assunto e a vontade de trabalhar algo novo, que fosse mais preventivo do que curativo na área de desenvolvimento infantil. A partir daí, elas tiveram a ideia de fundar uma escola diferente, baseada na teoria piagetiana, completamente ousada e inovadora. 

 

No dia 18 de outubro de 1977, era inaugurada a Escola Pólen, localizada na Estrada do Gabinal, na Freguesia (Jacarepaguá). No início, com poucos alunos, as dificuldades eram grandes e a novidade, distante dos padrões tradicionais de ensino, ainda causava certo estranhamento. Com o passar do tempo, apenas uma das fundadoras, a psicóloga e pedagoga Vivien Santa Maria deu continuidade ao projeto, fazendo especializações na área e investindo em seu sonho, tornando a Pólen uma referência no ensino construtivista nacional.

 

Ano após ano, a escola foi mostrando seu valor e transformou a vida de milhares de crianças, que saíam da Pólen com um conteúdo diferenciado, uma formação completa e com o raciocínio bem construído. Os alunos eram muito elogiados nos colégios tradicionais para os quais eram encaminhados ao fim do Ensino Fundamental I, se destacando em diversas áreas graças ao pensamento lógico e argumentativo.

Com isso, a escola foi crescendo cada dia mais, e os ideais piagetianos foram sempre conservados, apesar das dificuldades de se manter em um mercado educacional cada vez mais comercial. A educação aos poucos foi se transformando em um negócio e a competitividade ficou bem acirrada, mas o objetivo de Vivien sempre foi o de formar indivíduos, e não apenas obter lucro. E isso ela vem conseguindo com maestria.

 

Após 34 anos em Jacarepaguá, a Escola Pólen mudou de endereço, abrindo as portas na Barra da Tijuca em 2011. De lá para cá, aumentou a quantidade de alunos e passou a receber crianças a partir de 3 meses de idade, sendo o primeiro berçário piagetiano do país. Hoje em dia, trabalha até o Ensino Fundamental I e se mantém firme na sua ideologia, aplicando os conceitos piagetianos em horário integral para os estudantes do nível Operatório. E mais: teve a honra de receber de volta uma de suas fundadoras, a querida Ana Azevedo, que há alguns anos está novamente de mangas arregaçadas em prol da escola e seus alunos.

 

E por falar em turmas, Vivien faz questão de tratar cada criança como um indivíduo único, avaliando cada uma de acordo com seu nível de desenvolvimento e indicando a classe adequada para cada uma delas, sem levar em consideração somente a idade. Os alunos são constantemente testados em suas capacidades e alocados de acordo com suas aptidões. Estando prontos para determinado nível, são colocados nele. A nomenclatura das séries segue a indicação de Piaget: Sensório Motor, Simbólico, Intuitivo e Operatório.

 

Não é fácil se manter fiel à um ideal em um mundo tão corporativo e comercial. Não é simples ir de encontro ao tradicional. É complicado lutar contra padrões preestabelecidos. Mas o resultado está aí: 40 anos de história, diversas vidas transformadas, várias lindas memórias e muitos profissionais bem sucedidos no mercado de trabalho. E o principal: centenas de crianças felizes em nossas salas de aula.

Vivien Santa Maria e os 40 anos da Escola Pólen